Se falarmos que no Canadá existe um homem que ao invés de escrever em seu diário/blog prefere fotografar a sua vida há 13 anos sem parar, seria surpreendente? Ficamos sem respostas. Entretanto, as 4748 fotos tiradas entre o primeiro dia do ano de 2009 até o último de 2011 nos mostram uma realidade totalmente diferente.

Entre altos e baixos, o canadense de Toronto Jeff Harris resolveu que em vez de fotografar uma vida mundana, as suas imagens iriam refletir situações e momentos interessantes. Foi aquela velha máxima mesmo: ele resolver sair e viver a vida. Do jeito que deu, é claro:

Mas, em 2008, Jeff Harris foi diagnosticado com câncer a partir de um pé fraturado após saltar de duas caixas de som (como se fosse um rock star mesmo). Sua perna esquerda sofreu paralisia permanente e o artista começou a sua luta, sempre retratando os altos e baixos da sua vida.

Durante o tratamento, o projeto artístico serviu como terapia. Quando estava perdendo o controle do corpo em função da doença, as imagens serviram para mostrar que ele ainda tinha forças e poderia controlar algo, nem que fosse a sua câmera.

E quando não podia fotografar, o primeiro que aparecesse (incluindo famosos) recebia um pedido impossível de ser negado: “por favor, você pode tirar uma foto minha?”. Quem consegue dizer não numa situação dessas?

A nossa dica é a seguinte: o site de Harris é atualizado uma vez por mês e, geralmente, na primeira semana as fotos dos 30 dias anteriores são postadas. Um detalhe: todas as imagens são registradas com máquinas analógicas. Já a dica do Harris é: “o registro fotográfico do dia-a-dia é um desafio de viver uma vida mais plena”.