Jonh Varvatos CBGB - o templo do rock que virou museu

Em Nova York existia um templo do rock, o CBGB (Country, Blue Grass & Blues). Fundado por Hilly Kristal, o clube trazia músicos de blues, country e bluegrass, como o nome sugeria. Mas o CBGB se tornou nada menos que um dos berços do movimento punk americano, sendo um dos primeiros lugares onde, por exemplo, os Ramones tocaram. Com o passar do tempo, o CBGB se tornava um lar do rock, abrigando em sua época áurea nomes como Blondie, Talking Heads, Patti Smith, Television, New York Dolls, Stooges e até o Police em seu comecinho. Com o passar dos anos, todo mundo deu um jeito de tirar uma casquinha do CBGB e a lista de bandas que tocaram no clássico bar nova-iorquino inclui AC/DC, Nirvana, ZZ TopPearl Jam, Radiohead e Ratos de Porão, só para citar algumas. Mas por dívidas com aluguel e divergências com o locatário, o clube foi fechado em 2006, não sem antes um último show, com a lenda Patti Smith e Flea, do Red Hot Chilli Peppers. Kristal pretendia reabrir o clube em Las Vegas, mas faleceu em 2007, e junto com ele, seus planos.

John Varvatos, estilista que possui sua linha própria Converse, comprou o espaço, decidido a fazer justiça à história do CBGB. A boutique que Varvatos abriu lá em 2008 não é uma simples loja, mas também um museu do rock, que mantém viva a memória dos anos anteriores:

[nggallery id=42]

Também há o site oficial do CBGB, onde é possível fazer um tour virtual em 360º pelo antigo clube nos seus velhos tempos.

Conversation “One-two-three-four” Team