Você sabia que Paul McCartney perdeu a mãe quando era criança e John Lennon também?

E que Paul McCartney escreveu só a primeira parte de “Michele” e deu a segunda parte pro Lennon, aquela que diz “I love you, I love you, I love you”, e não teria sido a mesma canção sem isso. Por isso que o mundo todo chorou quando os Beatles acabaram, em 10 de abril de 1970.

E o número 9? Número 9 é como 9 de Outubro, a data que John Lennon nasceu. E o filho dele, nasceu em 9 de Outubro também. John conheceu a Yoko num 9 de novembro. E a mãe dele morou no número 9 na rua Newcastle em Liverpool. Newscatle, 9 letras, Liverpool, 9 letras.

E que George Harrison pensava que talvez ele não pudesse escrever uma canção… mas então ele escreveu “Here Comes the Sun”, uma das melhores músicas do “Abbey Road”.

Bom, tudo isso dava pra saber se você tivesse visto I Am Sam (Uma Lição de Amor no título em português), filme que usa a temática dos Beatles de modo nada tradicional. A história central é sobre um homem com a idade mental de sete anos, solteiro, lutando na justiça pelo direito de criar a filha, mesmo com essa limitação. Tudo muito de cair uma lagriminha, aos mais sensíveis.

Mas o grande barato, além dessa dose dramática, é essa jogada com o quarteto de Liverpool, embutida na trama através do personagem principal, que é viciado em Beatles e sempre encontra uma solução baseado em suas letras, músicas e histórias (como as descritas ali acima). E tem muitas outras, como álbum “Help” (edição limitada) dado de presente pra garotinha e o nome da advogada, Rita Harrison – Rita como “Lovely Rita” e Harrison, como George.

Pra embalar tudo, uma trilha sonora de altíssima qualidade, um verdadeiro tributo aos Beatles, em versões de Eddie Vedder, Black Crowes, Wallflowers e muito mais – sempre lembrando que nenhuma música original dos Beatles era liberada para qualquer trilha sonora desde que o catálogo da Apple foi vendido ao Michael Jackson. A trilha está logo abaixo, como aperitivo. Depois bora correr na locadora pra alugar o filme!